Firjan lança serviço de inteligência comercial no Enaex 2018 – MODA RIO – SINDIROUPAS
UTF-8
Sistema FIRJAN
MENUMENU

NOTÍCIAS

Firjan lança serviço de inteligência comercial no Enaex 2018



A Firjan apresentou seu mais novo serviço em comércio exterior em seu estande na 37ª edição do Encontro Nacional de Comércio Exterior (Enaex 2018), realizado nos dias 15 e 16/08, no Centro de Convenções SulAmérica. Intitulado Inteligência Comercial Internacional, o produto oferece informações sobre potenciais mercados no exterior, analisa o ambiente de negócios de um mercado-alvo, levanta requisitos, certificações  e adequações de produtos necessárias à venda para determinado país, entre outras informações que são essenciais para auxiliar na tomada de decisão de uma empresa antes de exportar.

O serviço oferece três opções de estudos, de acordo com a necessidade de cada empresa. A categoria Overview é indicada a quem deseja selecionar mercados, pois traz informações sobre quais são as grandes economias importadoras e concorrentes na exportação do produto da empresa, além dos impostos de importação regionais e as vantagens tarifárias negociadas pelo Brasil.

Já a opção Access ajuda a empresa com informações para a definição da estratégia de posicionamento no mercado-alvo, reunindo dados sobre perfil socioeconômico do país e o custo de nacionalização do produto naquele território. Por fim, o Access+ combina todas as informações do Overview e do Access com os requisitos e exigências técnicas para importação no país-alvo.

“É tudo customizado de acordo com as necessidades e objetivos de cada empresa”, explica Claudia Teixeira, especialista em Comércio Exterior da Gerência Internacional da Firjan. Os associados à federação possuem condições especiais para aquisição do serviço.

Fomento à internacionalização

Na abertura do Enaex, o vice-presidente da Firjan, Carlos Mariani Bittencourt, defendeu que o comércio exterior seja entendido como política de estado, por ser estratégico para o crescimento do país. “A participação internacional do Brasil deixa muito a desejar. Somos a 9º economia do mundo, mas apenas o 25º exportador mundial”, disse.

Ele citou como medidas que ajudariam a reverter essa realidade a eliminação da carga tributária sobre exportações de bens e serviços, a simplificação de processos, o fortalecimento e diversificação dos acordos econômico-comerciais e o aprimoramento dos mecanismos de defesa comercial para concorrência justa.

“Reconhecemos os esforços de órgãos públicos no sentido de facilitar o comércio exterior. Entretanto, tais esforços são anulados quando o governo retrocede em importantes medidas de equalização competitiva, como o Reintegra, que é essencial para eliminar efeitos de anomalias tributárias exclusivas do nosso mercado, que afetam a competitividade do produto exportado”, ressaltou.

Por sua vez, Marcio Fortes, diretor de Relações Institucionais da Firjan, foi o moderador do painel “BNDES financiando as exportações para a retomada do crescimento”, que contou com as palestras de José Velloso, presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos (Abimaq); Guilherme Estrada, diretor-presidente da Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF); e Claudia Prates, diretora de empresas do BNDES.

Confira mais sobre a atuação internacional da Firjan.

Para mais informações sobre o serviço de Inteligência Comercial, entre em contato com a gente: (21) 2563-4222, (21) 2563-4226, (21) 2563-4228 ou comex@firjan.com.br.

Fonte: Firjan

Compartilhe: